sábado, 13 de agosto de 2011

Dia dos Pais

Ok, ok... Sei que escrevi um texto em homenagem aos pais - que não será lido por eles!!! hahahahaha. Afinal, até hoje não tenho conhecimento de nenhum leitor masculino do meu blog (nem o cabeleireiro que mencionei na postagem "De emocionar" passou por aqui, pois no final das contas me esqueci de dar o endereço para ele e sua esposa). Contudo, ainda assim resolvi escrevê-lo, porque existe um grupo de pais que merece todo meu respeito e carinho por suas participações ativas nas vidas de seus filhos, e claro, uma parabéns especial na data de hoje.

Este grupo especial divide as tarefas do filho e de casa com a esposa/ namorada (lembrando que alguns ainda acham que estão a "ajudando", mas um número cada vez maior já entende que não trata-se de favor para a mulher e sim de companheirismo). Também toleram as mulheres cheias de hormônios e emoções pela chegada do bebê (ouvindo-as com atenção e colocando limites, quando necessário e lidando, inclusive, com o ciúmes que aparece ao ver sua mulher apaixonada por outro ser). Além disso, se esforçam para valer para entrar nessa relação e criar um vínculo afetivo com o bebê. Dessa maneira, esses pais contribuem para mudanças na sociedade sobre a visão de paternidade, mostrando que podem e devem ser mais presentes nas formações de seus pequenos. Um orgulho!

Neste blog tenho colocado minhas questões a respeito da maternidade: dúvidas, certezas, angústias, alegrias, medos e vitórias assim como questões de mulher nos diferentes papéis que desempenho em nossa cultura: mãe, esposa, amante, profissional, filha, amiga, colega etc. Em meio a esse percurso reflexivo constantemente chego à conclusão de que não é nada fácil ser mãe, mas ao mesmo tempo é a coisa mais deliciosa desse mundo!!! Vai entender... De qualquer maneira, assim como para a mulher não é fácil lidar com todas nossas conquistas ao longo da história para o homem também não o é. O homem contemporâneo também vive conflitos por conta dessas mudanças, e apesar de muitos não admitirem também precisam de ajuda para lidar com suas emoções - até porque não costumam usar, como nós mulheres usamos, o choro como limpeza da alma.

No caso da paternidade, por exemplo, a educadora Alícia Fernandez descreveu que o pai precisa desde o início da gravidez confiar: se o filho existe, se é seu, se continua vivo, se está se desenvolvendo bem. Assim, sua experiência sobre esse momento é vivida na maior parte do tempo por meio do relato de uma outra pessoa, o que deve ser bem desafiante. Quando o bebê nasce ele também é inundado por uma maré de sentimentos e mesmo sendo deixado um pouco de lado pela intensa relação inicial entre mãe e filho ele precisa ter forças para buscar seu espaço. Por mais esse motivo, fico comovida em ver que ainda assim existe uma porção de homens que mergulham nessa aventura de criar os filhos assumindo todos os riscos que estes envolvem e assim aproveitam todas as maravilhas que acontecem nesse trajeto. A esses papais de ouro:

              Parabéns pelo Dia dos Pais!!! 


Mas claro, em especial, quero parabenizar meu pai que me deu minha vida e a capacidade de gerar outra vida e além de um pai maravilhoso está sendo um avô "porreta". Parreirinha, já te disse isso outra vez e repito: "Eu não sei se sou a filha que você sonhou ter, mas com certeza você é o pai que eu escolhi ter. Obrigada por tudo. Te amo".





Também quero parabenizar meu marido Luiz, pai do Mateus: "Meu amor, você insistiu para termos um bebê e assim fortaleceu em mim meu desejo de ser mãe, apesar dos meus medos. Por isso serei grata por toda a minha vida por ter me dado o melhor presente do mundo. Você é um grande companheiro e um pai maravilhoso, por quem Mateus e eu somos completamente apaixonados. Te amamos para sempre. Viva Timão."



Por fim quero dizer que fico muito esperançosa de que Mateus e outros meninos de sua idade, inspirados nesses homens bacanas possam pertencer a uma geração de homens ainda mais bacanudos, e assim viverem num mundo em que homens e mulheres usufruam de toda a liberdade conquistada ao longo da história para experimentarem com toda a intensidade possível as delícias e desafios dessa vida... Tomara!!!

2 comentários:

  1. olá passei por aqui e adorei o seu cantinho!
    Estou te seguindo bjoos

    ResponderExcluir
  2. Olá Karen, seja bem vinda!
    Vamos papeando então...
    beiji

    ResponderExcluir